Parque Verde – O coração da avenida

Compartilhe:

Conheça o Bougainville Belém!

O Parque Verde é o assunto da terceira matéria desta série, que apresenta bairros que cortam a Augusto Montenegro.

 

Se a avenida Augusto Montenegro é um organismo vivo da capital paraense, o bairro do Parque Verde é seu coração. É dele que flui grande parte da economia e do lazer no entorno, envolvendo valorização imobiliária e grande concentração populacional. É no Parque Verde que se encontra o Parque Shopping, grande centro cultural, de entretenimento e de compras da avenida; e o Parque Office – o empreendimento da Status que aproximou público consumidor a profissionais liberais em um grande centro de negócios. O bairro em eterno crescimento é o assunto da terceira matéria desta série preparada por nós, que apresenta ao leitor as histórias e curiosidades das regiões cortadas pela Augusto Montenegro.

 

Inserido no DABEN – Distrito Administrativo do Benguí, o bairro do Parque Verde é extenso e populoso: possui área total de mais de 500 hectares, o que dá um pouco mais de 700 campos de futebol; e aproximadamente 40 mil habitantes, segundo o censo de 2010/11 – número que provavelmente cresceu bastante, considerada a velocidade da expansão populacional. Comumente chamado de “Nova Belém”, o bairro foi criando corpo graças ao processo migratório de inúmeras famílias, que se deslocaram do centro para as regiões mais afastadas em busca de conforto. Seu surgimento data dos anos 1960. Como os demais bairros apresentados nesta série, este também segue a rota da antiga estrada de ferro Belém-Bragança. Com a extinção da linha, graças a um planejamento criado pela gestão nacional de política de transportes da época, as primeiras rotas rodoviárias emplacaram na região, o que facilitou essa mudança.

 

O nome do bairro entrega sua própria motivação: a predominância de grandes áreas verdes, que perdurou por muitos anos, o que era associado à baixa densidade populacional – já que o crescimento absoluto do bairro veio a acelerar nas últimas três décadas. Com os fluxos migratórios, o aumento considerável da população motivou o surgimento de toda sorte de empreendimentos. A primeira leva foi a de condomínios horizontais para as classes alta e média – o bairro possui sete neste formato. Aos poucos, modelos prediais de habitação foram também se espalhando, o que levou à verticalização do espaço. Hoje, o Parque Verde conta com nove condomínios verticais – entre eles, o Chácaras Montenegro, empreendimento da Status que se destaca pela estrutura, envolvendo clube próprio, mais de 20 itens de lazer e paisagismo exuberante. Junto com o Parque Office e o Parque Shopping, o conjunto forma o maior complexo residencial e de business do Pará.

 

Os negócios, naturalmente, também migraram para a região que mais cresce em Belém. Até o momento, o bairro compreende quatro hipermercados, quatro farmácias de grandes redes, quatro escolas particulares, quatro postos de gasolina, três redes de fast food, três lojas de grande porte, entre outros empreendimentos de diferentes naturezas – virando um grande polo para comércio, diversão e, naturalmente, para morar.

 

Conheça o Parque Office!

Compartilhe:
No Comments

Post A Comment