Você sabia? A samaumeira é um dos mais primitivos instrumentos de comunicação

Compartilhe:

Conheça o Bougainville Belém!

A floresta amazônica tem uma imperatriz. O nome dessa majestade é Samaumeira. Mãe das árvores, cheia de misticismo, histórias e características inusitadas. Dentre toda a vegetação de uma floresta, ela se impõe altiva, dominante. Podendo chegar a 60 metros de altura, abraça as irmãs de tronco, galhos e folhagem menores, que são a maioria.

Em frente ao Bougainville Belém, resguardando nosso portal, postada logo em frente a ele, temos um belo exemplar da Ceiba Pentandra, samaumeira para os mais íntimos. Uma atração à parte entre os visitantes.

Típica de várzea, esta imponente árvore é mítica entre os povos nativos amazônicos. Além de apresentar propriedades medicinais, desde as cascas, folhas e raízes, é considerada uma árvore com poderes mágicos, protetora da vegetação, animais e habitantes do lugar onde está plantada.

Uma curiosa característica da samaumeira é que ela é uma das únicas árvores de clima equatorial que desfolha durante o ano e recupera sua folhagem nos períodos de maior volume de chuva. A outra, é a sua semente muito miúda envolvida por uma espécie de algodão chamada “paina”, usada como material para rechear travesseiros. Porém, é uma outra propriedade que mais chama a atenção.

A Samaumeira tem raízes muito grandes e extensivas ao tronco, conhecidas como sapopemas. Quando recebem a batida de outro objeto, emitem um som muito característico. Esta sonoridade auxilia na comunicação entre os povos nativos, já que ecoa a longas distâncias. Era, portanto, um primitivo instrumento de comunicação. Quem chegava à samaumeira, anunciava sua presença batendo forte a sapopema.

Quem sabe se torna um hábito também por aqui: anunciar sua chegada através da nossa samaumeira. Aproveite e chegue mais junto! Conheça nossa árvore imperatriz que comanda os mais de 140 mil metros quadrados de verde e protege a todos que vão morar aqui. Conheça o Bougainville Belém.

Conheça o Parque Office!

Compartilhe:
No Comments

Post A Comment