Verde é vida! (parte 1)

Compartilhe:

Manter uma planta no seu escritório contribui tanto para a decoração quanto para o astral de quem trabalha nele.

Cultivar uma planta dentro do seu escritório pode ser uma ótima maneira de quebrar o ar impessoal que um ambiente profissional pode trazer. Além de trazer uma atmosfera acolhedora, um ponto vivo no trabalho funciona tanto pelo aspecto decorativo quanto pela produtividade. Sim: há estudos científicos, produzidos pelas universidades do Texas e de Surrey (Reino Unido), que indicam que colaboradores trabalham mais felizes, mais concentrados, mais calmos e menos estressados na presença do verde.

Agora, é preciso levar em consideração alguns fatores na hora de escolher o vegetal que vai marcar presença na sua sala – desde se há uma janela para proporcionar luz direta até mesmo quanto de disposição ou tempo para cuidados a espécie escolhida irá demandar. É bom contar com a ajuda de um paisagista, floricultor ou outro tipo de especialista botânico na hora de colher orientações no cuidado da sua eleita.

Para ajudar no processo de seleção, a Status listou dez plantas que podem funcionar muito bem no local em que você exerce seu ofício. Confira aqui as 5 primeiras:

1 – Cactos: ideal para quem não tem muita prática no cuidado com plantas. A rega é bem espaçada – uma vez por semana no verão e em intervalos de até 20 dias no inverno. Na dúvida, basta observar a terra. Quando ela estiver seca, está na hora de aguar. Atenção para a diferença de tamanho: enquanto o cacto grande precisa de luz direta do sol, os mini cactos ficam bem em ambientes internos bem iluminados.

2 – Suculentas: são um tipo de planta que só precisa regada quando não há mais vestígio de umidade na terra. Suas folhas são bem juntinhas, trazendo um estilo charmoso e decorativo ao ambiente. O tipo de suculenta pode demandar diferentes critérios quanto à luz – desde versões que funcionam melhor em locais pouco iluminados até as que precisam de ao menos quatro horas diárias de sol.

3 – Violetas: é fã de flores? Violetas são alternativas coloridas, bonitas e delicadas. Só precisam de duas regas por semana e não demandam luz solar direta. A dica é criar arranjos ou compor um visual com vasinhos utilizando as diferentes cores da flor. Ah, importante: na hora de aguar, foque na terra. Não molhe as folhas e flores.

4 – Begônias: outra alternativa para os entusiastas das flores, as begônias têm uma atmosfera mais romântica e doce, lembrando muitas vezes um buquê. Suas folhas possuem formatos variados e também podem ser coloridas, o que é um atrativo visual a mais. Para cultivá-la, é preciso de terra bastante fértil, bem como protegê-la da luz do sol. A rega precisa ser mais frequente, e sem molhar as folhas.

5 – Babosa: bonita e fácil de cuidar, a babosa – mais conhecida pelas suas propriedades cosméticas e medicinais – também vai muito bem em escritórios e salas fechadas. Elas vivem mais em ambientes secos, então só precisa regar quando o solo estiver secando. Suas folhas brilhantes e de textura característica rendem um ótimo visual também em jardins internos. Embora não precise de luz direta do sol, cuidado com temperaturas muito baixas. A planta é tropical e não resiste muito tempo no frio.

Compartilhe:
No Comments

Post A Comment