Com foco e sem medo

Que crises são uma turbulência no céu dos negócios, todo mundo sabe. Porém, para um administrador com visão estratégica, ousadia e jogo de cintura, elas podem ser uma oportunidade de crescimento e de mostrar ao mercado a expertise que faz diferença dentro do cenário. Lembre: tempos de instabilidade econômica atingem não só ao empresário, mas a diversos setores da sociedade. Saber equilibrar as circunstâncias a seu favor pode lhe posicionar positivamente – não só diante do cliente, mas das relações com parceiros, fornecedores e a equipe colaboradora. Separamos seis dicas para ajudar você a atravessar esse momento de incertezas e sair fortalecido dele. Confira:

1 – Analise criteriosamente. O primeiro passo é entender em que pontos a crise atinge o seu negócio. Seus balanços estão em dia? Como seu faturamento médio oscilou? A relação com o cliente foi impactada? A procura diminuiu? Os habituais se foram ou permaneceram? Fazer as perguntas certas lhe permitem ler o panorama com o distanciamento necessário para pensar o próximo passo. Acompanhe seu caixa com atenção, conheça sua estrutura, suas limitações e pontos fortes. Sem informações precisas, será difícil traçar um novo caminho. Fique de olho nos seus números – todos eles.

2 – Planeje. Tendo as ferramentas básicas para enfrentar o problema, monte um plano de ação. Seja realista: defina metas possíveis e se comprometa a cumpri-las dentro de um cronograma viável. Observe onde você não esteve atento antes, sobretudo nos problemas cotidianos, e conserte eventuais falhas. Estabeleça focos de ação que lhe ofereçam resultados em até três meses – tempo suficiente para você observar se a estratégia adotada está sendo eficaz. Se necessário, contrate uma assessoria ou consultoria de gestão.

3 – Não tenha medo. Num momento onde todo mundo está recuado, ser sólido pode ser sua grande carta na manga. Aceitar que existe uma crise é o primeiro passo para não mergulhar nela e se sentir embotado. O desespero pode lhe fazer tomar atitudes impensadas que não condizem com a sua visão a longo prazo. Respire fundo e não perca para o emocional. Em vez disso, extraia lições dos tropeços. Se der, priorize planejamentos construtivos no lugar dos emergenciais.

4 – Confie na sua equipe. Sempre que possível, evite demissões. Isso é unanimidade entre os maiores teóricos da gestão. Ter pessoas que acreditam no seu negócio e estão dispostas a cumprir sua meta é fundamental para a sobrevivência do seu negócio. Demitir pode enfraquecer e custar mais caro – seja pelos encargos demissionais, seja porque recontratar também tem um preço. Retenha seus profissionais, monte programas de melhora de produtividade; ouça seus empregados, considere suas sugestões; seja sincero e compartilhe com a equipe a delicadeza da situação. Funcionário respeitado é funcionário dedicado. Porém, caso você se depare com uma posição realmente inoperante dentro da sua engrenagem, corte.

5 – Ouse. Aproveite as oportunidades. Outras empresas passando pela mesma crise que você vão precisar gerar caixa rápido, o que implica um preço mais baixo ou vantagem na hora de negociar. Aposte em boas ideias. Incentive seus colaboradores a apresentar propostas de inovação, e premie os melhores insights. Não deixe que o susto prejudique sua visão. Empresa competitiva se destaca.

6 – Invista. Mas em tempos de contenção de gastos? Sim! Nem toda despesa é gasto. Coloque seus recursos em iniciativas que lhe trarão um impacto positivo no futuro. Considere aplicar em tecnologia – um bom software ou sistema de gestão pode ser um excelente negócio para ter controle eficiente de estoques, relatórios de compra e venda, fichas de clientes e movimentações financeiras em geral. Um erro comum é cortar verba da publicidade quando os números apertam. Não caia nessa armadilha: perder visibilidade quando diversas marcas estão enfraquecidas pode lhe tirar de um papel de liderança. Mantenha abertos seus canais de comunicação, de preferência gerenciados por profissionais habilitados para exercer o diálogo com o público da melhor maneira.

No Comments

Post A Comment