Augusto Montenegro. Do Ramal de Pinheiro à Nova Belém (Parte 1)

Compartilhe:

Veja aqui um pouco da evolução desta rodovia que hoje protagoniza um novo polo econômico na cidade.

Pense na Augusto Montenegro. Imagine o quanto aquela região inteira cresceu nos últimos 20 anos. Lembra que antes era praticamente uma rodovia que nos levava ao Mangueirão e à Icoaraci? No máximo, íamos a alguma casa noturna, churrascaria ou restaurante que havia por ali. Quanta coisa mudou! E para melhor!

A história da Augusto Montenegro (ver matéria aqui) é bastante interessante! A avenida começou como um braço da Estrada de Ferro de Bragança, chamado de Ramal de Pinheiro, que ia do entroncamento à Icoaraci. Em 1957, a estrada de ferro foi desativada e transformada em rodovia, que recebeu melhorias nos anos 70. Algumas poucas empresas, restaurantes e casas noturnas passaram a se instalar, assim como novos moradores. Vieram os condomínios de luxo e perspectivas de mudanças no perfil dos moradores.

O grande boom começou a acontecer há pouco tempo. Coisa de 15 anos, com a vinda de vários projetos residenciais. Então, vieram os supermercados, os colégios, faculdade, farmácia, mais condomínios, mais empresas, o Parque Shopping…
Em 2015, já se estimava uma população de 400 mil habitantes. Com o BRT e as melhorias em infraestrutura, as perspectivas aumentaram (e continuam aumentando) mais ainda! De um mero caminho para Icoaraci, a Augusto Montenegro passou a ser chamada de Nova Belém.

Mas faltava algo. As pessoas que ali moravam precisavam se deslocar muito para conseguir um médico, um advogado, um consultor, clínica, dentista… faltava um prédio de escritórios. E ele veio em grande estilo!

Compartilhe:
No Comments

Post A Comment